Regina Mitra - Hipnose e Psicologia Clínica 
Hipnose
Hipnose

  

Hipnose é um ato de amor, é descobrir e ver a outra parte de nós que vive cá dentro, uma imensidão, um amor sem medo, uma certeza de que poderá conhecer o bem, o bom o que realmente leva a ter uma vida de saúde física e mental.

Amar alguém, admirar esta pessoa, fixar-se nesta relação, mergulhar numa paixão e se entregar, é viver momentos de plena hipnose.

Por estes motivos e muitos outros mais, vale a pena conhecer e viver esses sonhos, sonhos acordados, sono modificado, atenção concentrada e relaxamento intenso, assim se entra em transe, assim se aprende a curar as fobias, os medos, o stress, o pânico, a obesidade e os maus hábitos, os insucessos escolares, a insónia, a timidez, a falta de auto-estima, e tantos outros males.

Amar a si próprio e valorizar-se, cultivar boas relações e preservar as relações na família, no trabalho, na sociedade.

Para se entender melhor sobre a hipnose, basta pensar nos momentos no qual mergulhamos em algum pensamento e nos transportamos, deixamos nossa mente viajar, relembramos cenas e recordamos pessoas a ponto de nos distanciarmos de onde estamos.

Até mesmo quando assistimos a um filme ou lemos um livro. Ver uma criança em frente a TV e olhar bem para seus olhos, suas expressões, como se ela estivesse a viver aquelas brincadeiras dos bonecos, isto é uma hipnose.

Hipnose não é dormir, não se busca o sono e sim um relaxamento onde a mente vai estar sempre alerta e direcionada ao que se propõe tratar.

O paciente estará sempre alerta e num estado perfeitamente natural. É portanto um estado de consciência modificada por se encontrar num profundo momento de relaxamento, e este é o instrumento principal do transe, a arma mais poderosa para as curas e tratamento, uma vez que a pessoa vai estar num estado de atenção concentrada.

A pessoa estará sempre consciente e nunca perderá seus sentidos ou fará algo que não queira, e após a sessão, lembrará sempre de tudo, e somente desta forma o tratamento poderá surtir efeito, condicionando e instruindo para surtir o efeito procurado no tratamento.

Prosseguindo neste caminhar, basta que possamos pensar e nos transportar dentro desses pensamentos, deixar que nossa mente viaje e assim relembrar cenas e recordar pessoas, lugares, vivenciar. Estamos novamente a falar de hipnose!

 

Quando por ventura estiver a assistir um filme, a ler um livro e se envolver, emocionar, entrar naquele mundo alheio, distanciando do seu, estaremos novamente a falar de momentos de distanciamento, de transe, e é também uma fase da hipnose.

Já reparaste quando uma criança está a ver TV, olhas bem em seus olhinhos e perceba as suas expressões. As crianças vivem o mundo que assistem, se envolvem, chegam a ignorar tudo o que está a sua volta, fica completamente integrada, ativa, com sua atenção focada e altamente concentrada, e novamente estamos a falar de hipnose.

Desta forma, podemos afirmar que para estar em Hipnose não se deve estar a dormir, desmistificando, desfazendo um  mito de que a Hipnose se realiza durante o sono.

Podemos sim afirmar que a hipnose busca uma sensação de relaxamento do corpo onde a mente vai estar sempre alerta e direcionada ao que se pretende trabalhar.

A pessoa hipnotizada deverá permanecer num estado perfeitamente natural, somente sua consciência estará modificada por se encontrar num profundo momento de relaxamento, sendo este o instrumento principal do transe, a maneira perfeita e poderosa para as curas e tratamentos, uma vez que a pessoa hipnotizada domina completamente a sua vontade. Se o objectivo é curar, é deixar de sofrer, esta será a Ordem de Comando.

Definido que a pessoa hipnotizada estará sempre consciente e nunca perderá seus sentidos, o controlo da situação, significa que jamais fará algo que não queira, jamais executará algum ato que não queira ou não aprove.

Após as sessões a pessoa hipnotizada lembrará sempre de tudo o que lhe foi dito e dos momentos que pode vivenciar, assim ultrapassa medos, fobias, traumas. Assim o objectivo do tratamento será alcançado, condicionando e instruindo e conduzindo o paciente a atingir o ponto de solução para o seu problema.

 


Rating: 2.8/5 (350 votos)



ONLINE
1




"Beija-Flôr"

AUTOCARAVANISMO: Uma opção de vida, curtir a natureza e viver emoções.

Fixe